Centro de Ciências Agrárias
  • UFSC retoma gradualmente realização de cerimônias presenciais de colação de grau

    Publicado em 01/12/2021 às 19:19

    A primeira colação de grau presencial desde

    12 de março ocorreu nesta terça-feira, 30 de novembro.

    (Foto: Henrique Almeida)

    A suspensão das cerimônias de colação de grau na Universidade Federal de Santa Catarina foi, em 12 de março de 2020, uma das primeiras medidas a serem tomadas na Universidade para conter a transmissão do coronavírus. Passaram-se 623 dias até que essa celebração fosse retomada de forma presencial. Na última terça-feira, 30 de novembro, 24 formandos dos cursos de Agronomia e Engenharia de Aquicultura puderam reunir presencialmente suas famílias e professores para celebrar o encerramento de sua graduação. Quem não pode estar ali, acompanhou pelo YouTube.

    Em seu discurso, o pró-reitor de Assuntos Estudantis, Pedro Manique Barreto, que foi o responsável por conceder grau aos formandos, pediu desculpas aos presentes, pelo eventual desconforto de uma cerimônia em dia ensolarado, em uma tenda armada em frente ao prédio da Reitoria. “Quero agradecer por estarem conosco nesta manhã, quando retomamos as formaturas presenciais, ao ar livre”, disse. “O processo para que isso hoje se realizasse demandou tempo, muito trabalho, muitos ajustes. Infelizmente não pudemos alcançar todas as turmas, de todos os cursos, porém o dia de hoje é, sem dúvida, um marco para a nossa instituição”, salientou.

    O pró-reitor ressaltou que todos os cuidados foram tomados para que os protocolos “sejam condizentes com a postura da Universidade, por sempre confiar na Ciência e na defesa da vida”. Os discursos durante a formatura reforçaram essa mensagem e o quanto foi emocionante voltar ao convívio presencial.

    Izabela Serpa, oradora da turma de Agronomia.

    (Foto: Henrique Almeida)

    A alegria refletiu-se na fala da formanda do curso de Agronomia, Izabela Sgrott Serpa. Além dela, outros 20 alunos da turma se formaram presencialmente e outros quatro colegas tiveram sua formatura em Gabinete, de forma remota. “Fiquei muito feliz. Sei que é um trabalho gigantesco estar acontecendo aqui a formatura, e sermos a primeira turma a se formar presencialmente na pandemia”, salientou. Ela trouxe seus familiares para acompanhar sua colação de grau e ouvir ao vivo, sem telas, a sua fala, como oradora da turma. “Todos nós fomos pegos de surpresa, e mesmo assim, demos um jeito de estar aqui hoje”, relatou, complementando que muitos formandos e convidados precisaram vir de longe para prestigiar o momento.

    A formanda Mayara Breskovit Blasius, também do curso de Agronomia, conta que se surpreendeu com a possibilidade de realização da formatura ao ar livre. “Tem limitação de pessoas, então não pudemos trazer boa parte da família, mas a gente sabe que foi um privilégio, turmas anteriores não conseguiram”. Sua mãe, Rose, comentou o sentimento de alívio por ver a filha formada. “Já chorei o que podia e não podia hoje. São longos anos de espera, é uma vitória para ela e para toda a família”.

    Luana Galvão, oradora da turma de Engenharia

    de Aquicultura.

    (Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC)

    A agora engenheira de Aquicultura Luana Galvão da Silva, oradora da turma de três formandos que estiveram pessoalmente, e outros dois que se formaram em Gabinete, de forma on-line, reforçou em sua fala os desafios da profissão que agora passam a ter, e olhou para a experiência como estudante com gratidão. Para ela, e para muitos, essa despedida dos anos de Graduação tem tons de superação, por ainda terem passado por um final de curso durante a pandemia. “Não foi fácil, nem para nós, nem para os professores, nem para ninguém. Hoje é um dia de superação para todos. Hoje merecemos muito estar aqui. Parabéns para todos”.

    Planejamento e decisões

    Proporcionar a realização desse momento especial, repleto de discursos emocionados, foi um processo lento, e demandou decisões difíceis. Segundo o chefe do Gabinete da Reitoria, Aureo Moraes, o planejamento para que esse primeiro evento pudesse ser realizado iniciou ainda no mês de outubro, com a identificação de um ambiente que pudesse ser organizado para receber as solenidades.

    “A maior dificuldade foi conseguir fornecedores para o serviço de sonorização externa, uma vez que muitas empresas deixaram de operar na pandemia”, conta Moraes. Segundo o gestor, a busca por empresas habilitadas levou semanas. “O Gabinete da Reitoria e a Secretaria de Planejamento e Orçamento (Seplan) envolveram-se diretamente nessa busca, mas a Nota de Empenho [documento que autoriza a realização do serviço] só pode ser assinada em 19 de novembro”, explica.

    O pró-reitor Pedro Manique Barreto concedeu

    grau a 24 formandos.

    (Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC)

    Somente após essa confirmação foi possível entrar em contato com as Coordenadorias de Cursos. A tarefa ficou a cargo da equipe da Coordenadoria de Eventos, responsável pela realização de formaturas, do Departamento de Cultura e Eventos (DCEven) da Secretaria de Cultura e Arte (SeCArte). A previsão comunicada foi de início dos eventos presenciais a partir do dia 30. Os cursos puderam optar pela modalidade presencial ou on-line, e ainda em alguns Centros, foi organizada a possibilidade de realização das formaturas em Gabinete, para alunos que não pudessem comparecer presencialmente.

    Até meados de dezembro a previsão é de oito solenidades em espaço aberto. A programação de formaturas continua nos meses de fevereiro e março. O agendamento e protocolo de todos esses eventos é responsabilidade de uma equipe multidisciplinar da SeCArte. Possibilitar as formaturas foi, para essa equipe, trabalho de dias e noites.

    “É com muita alegria que estamos dando início às formaturas presenciais, ao ar livre, com todos os cuidados necessários e um protocolo estrito que visa proteger a comunidade universitária. Sabemos da importância das formaturas na vida dos/as estudantes e gostaríamos que esse fosse realmente um momento inesquecível “, pontua a secretária da SeCArte, Maria Alves Borges.

    “Já chorei o que podia e não podia hoje”, disse Rose,

    mãe da formanda Mayara.

    (Foto: Henrique Almeida/Agecom/UFSC)

    O trabalho dos servidores da Secretaria, especialmente do Departamento de Cultura e Eventos foi reconhecido com diversos agradecimentos ao longo da solenidade. Agradecidos e gratificados sentiram-se também os trabalhadores do setor, por poderem proporcionar não só a organização, como também a transmissão ao vivo, via YouTube.

    “Foram dias de preocupação e dúvidas, mas hoje, realizamos a primeira colação  presencial, ainda em período de pandemia, com a maestria de sempre. Simples, mas cheia de emoção”, conta a diretora do DCEven, Rosemar da Silva.

    Já a coordenadora de Eventos, diretamente responsável pelo bom andamento de toda a cerimônia, Andréa Búrigo Ventura, só descansou e comemorou quando os capelos (chapéus de formandos) foram lançados ao ar. “Toda a equipe ficou muito contente, saiu tudo dentro do esperado, comemoramos muito o resultado. Foi marcante, emocionante. As famílias vieram conversar com a gente, autoridades da UFSC parabenizaram a equipe pelo empenho e pelo trabalho e nós ficamos muito gratificados, por termos conseguido marcar esse momento de tentativa de retorno presencial da Universidade”.

    Calendário e protocolos

    As turmas que irão se formar em dezembro e nos meses subsequentes terão tanto os eventos presenciais como as colações on-line. Em caso de chuvas, as equipes consideram transferir a cerimônia para o hall da Reitoria, ou, ainda, se for possível, realizar nas tendas.

    Dentre os protocolos está a limitação a apenas três convidados por formando, adaptações de cerimonial e roteiro. Não há a entrega de canudos, diplomas de mérito e presentes para homenageados, para evitar o contato. Além disso, todos os formandos e seus convidados, bem como professores, entidades de classe, associações e afins, devem usar máscara e apresentar o passaporte de vacinação completo. É permitido que os oradores retirem suas máscaras ao falar ao microfone, se assim desejarem.

     


  • CCA parabeniza docentes classificados no ranking de pesquisadores do “AD Scientific Index 2021”

    Publicado em 23/11/2021 às 10:29

    Docente Maurício Laterça Martins

    O CCA parabeniza o docente Maurício Laterça Martins, do Departamento de Aquicultura, Centro de Ciências Agrárias (CCA/UFSC) que foi classificado no ranking de pesquisadores do “AD Scientific Index 2021”.

    O levantamento utilizou dados de 210 países e 707.343 cientistas no Mundo , e mostra os 100.000 cientistas mais influentes no Mundo.

    O professor Maurício está entre os 13 pesquisadores da UFSC classificados no ranking que tem como critério de avaliação o número de citações, índices h e i-10.

    Os Professores Miguel Pedro Guerra, Marcelo Maraschin e Rubens Nodari também estão entre os 33 classificados na UFSC pelo ranking do “AD Scientific Index 2021” recebem nossos agradecimentos pelo produção científica de qualidade e destaque na Universidade.

    Recebem nossos agradecimentos pelo produção científica de qualidade e destaque na Universidade os professores também contemplados na  classificados  no ranking:

    Maria Jose Hotzel

    Debora Machado Fracalossi

    Felipe Do Nascimento Vieira

    Arcangelo Loss

    José Luiz Pedreira Mouriño

    Docente Rubens Nodari


  • Bolsa para atuar no Projeto de Extensão: Feira Orgânica do CCA: Construindo a Agroecologia

    Publicado em 19/11/2021 às 16:08

    Está  aberta a inscrição para o processo seletivo de estudantes bolsistas para atuar no Projeto de Extensão:  Feira Orgânica do CCA: Construindo a agroecologia

    São ofertadas 3 vagas.

    Maiores informações, consultar o Edital

     

     

     


  • Pesquisadores da UFSC lançam manual de boas práticas para bem-estar de cavalos em terapias e atividades assistidas

    Publicado em 29/10/2021 às 14:33

    O lançamento do Manual de Boas Práticas para o Bem-estar do Cavalo nas Terapias e Atividades Assistidas com Equinos, que tem entre seus autores dois pesquisadores da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), está agendado para o próximo dia 10 de novembro, em São Paulo.

    Assinam a obra a professora Denise Pereira Leme, médica veterinária do Departamento de Zootecnia e Desenvolvimento Rural do Centro de Ciências Agrárias (CCA), e o mestrando do Programa de Pós-Graduação em Agroecossistemas, Fernando Jahn Bessa, oficial da PMSC e instrutor de equitação.

    O livro tem autoria de mais dois profissionais da Associação Brasileira de Reabilitação Equestre (ABRE), Syllas Jadach, oficial da PMSP e instrutor de equitação, e Giulia Policastro, terapeuta ocupacional e especialista em intervenções assistidas com equinos.

    O manual traz um conteúdo inédito com o objetivo central de divulgar conceitos de práticas e respeito ao bem-estar equino nas Terapias e Atividades Assistidas com Equinos (TAAEs). Assim, os responsáveis pelas TAAEs encontram na obra informações fundamentais para manutenção e uso consciente dos cavalos, seres sencientes e que merecem manejo e cuidados de acordo com sua própria natureza.

    Mais informações sobre o manual neste link.

    Fonte: Site UFSC

     


  • Professores do CCA apresentam acadêmicos residentes no Programa de Residência Profissional Agrícola do Ministério da Agricultura.

    Publicado em 29/10/2021 às 7:45

    O Projeto de Extensão Intitulado: “Desenvolvendo talentos para indústria de rações de monogástricos” coordenado pelo professor Diego Peres Netto do Departamento de Zootecnia, foi contemplado no Programa de Residência Profissional Agrícola, da Secretaria de Agricultura Familiar e Cooperativismo (SAF) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) com cinco Bolsas para acadêmicos de graduação atuarem como residentes em empresas parceiras ao projeto. Este programa é nacional e tem como objetivo apoiar a formação de técnica de alunos de graduação em final de curso por meio de treinamento prático, supervisionado e orientado por Instituição de Ensino e realizado em Unidades Residentes do Setor do Agronegócio.

    No mês de Outubro de 2021 o prof. Diego, juntamente com as professoras colaboradoras do projeto: Lucélia Hauptli e Priscila de Oliveira Moraes, apresentaram oficialmente os residentes as Unidades Residentes parceiras.

    Os acadêmicos Residentes atuarão nas empresas durante dez meses, sendo orientados pela equipe do projeto e supervisionados por um profissional designado em cada Unidade residente.

    Da esquerda para a direita: Maiara Petri Vilvert (Nutricol Alimentos – Unidade Residente), Liandra Canto Collares (acadêmica de Zootecnia – UFSC) Carla Carolina Fernandes (acadêmica de Zootecnia – UFVJM).de Residente.

    Da esquerda para a direita: Diego Peres Netto (professor – UFSC), Lucélia Hauptli (professora – UFSC), Ivair Piccinin e Alexandre Gabbi (Pronutra – Unidade Residente), Luiz Felipe Rodrigues Nogueira (acadêmico de Zootecnia – UFSC).

    Da esquerda para a direita: Diego Peres Netto (professor – UFSC), Meire Luiza Wirth (acadêmica de Zootecnia – UFSC), Vicente Murilo Paganela (Opta – Unidade Residente), Lucélia Hauptli (professora – UFSC).

    – Da esquerda para a direita: Diego Peres Netto (professor – UFSC), André Ugione (Frangos Morgana – Unidade Residente), Braien Loman (acadêmico de Med. Veterinária – SCEI).


  • Doutorandos e egresso da Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais são premiados pela Fapesc

    Publicado em 27/10/2021 às 16:26

    Dois pesquisadores e um egresso do Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais (PPGRGV) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) foram contemplados com o Prêmio de Valorização da Biodiversidade de Santa Catarina, entregue pela Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina (Fapesc) na segunda-feira, 25 de outubro. O objetivo da iniciativa foi incentivar pesquisas e

    Os cinco vencedores foram premiados em cerimônia na última segunda-feira, 25. Foto: divulgação/Fapesc

    produção de conhecimento sobre espécies do ecossistema catarinense e apoiar a divulgação desses estudos, dando mais visibilidade aos resultados. Cada vencedor recebeu R$ 15 mil e passagens para o Rio de Janeiro para visitar o sítio Roberto Burle Marx e o Jardim Botânico.

    O prêmio foi dividido em três categorias: Roberto Miguel Klein, voltado para trabalhos que envolvem a ecologia e a biodiversidade de plantas nativas do estado; Raulino Reitz, para publicações que tratam da recuperação e da conservação das matas ciliares e atreladas a recursos hídricos; e Burle Marx, para publicações relacionadas à biodiversidade urbana e ao paisagismo ecológico.

    O estudante de doutorado do PPGRGV Valdeir Pereira Lima foi o vencedor na classe aluno de pós-graduação da categoria Roberto Miguel Klein. O prêmio deve-se a um artigo publicado na revista Austral Ecology em 2020, com o título Extinction threat to neglected Plinia edulis exacerbated by climate change, yet likely mitigated by conservation through sustainable use

    “Eu avaliei os impactos das mudanças climáticas globais sobre a distribuição na Plinia edulis, que é o cambucá. Essa espécie foi, por muito tempo, bastante abundante, mas hoje é rara”, explica. A fruta não foi encontrada sequer nas unidades de conservação do estado. “Chegamos à conclusão de que aproximadamente 50% das áreas climaticamente adequadas para o cambucá vão ser perdidas. Algo interessante é que as áreas climaticamente adequadas para o cambucá estão primordialmente em Santa Catarina, e nosso trabalho ressalta a necessidade de conservação.”

    Já Rosa Angelica Elias da Silva, também doutoranda em Recursos Genéticos Vegetais, foi premiada na categoria Burle Marx pelo artigo Structural aspects of cypsela and seed development of Trichocline catharinensis (Cabrera): a Brazilian endemic species, publicado na revista Protoplasma em 2019.

    Trichocline catharinensis é popularmente conhecida como cravo-do-campo e pode ser usada para fins medicinais. “Ela é característica da Serra Catarinense, onde tem uma adaptação ao clima, ao solo e ao gado que é característica desta espécie. Pode ser utilizada como ornamento e em programas de melhoramentos genéticos, já que se sabe que ela tem muitas deficiências durante sua propagação. Como ela tem resistência a pragas e ao clima, trabalhamos com o desenvolvimento do fruto e da semente. Pensando em planos de conservação, nós temos que saber o desenvolvimento da espécie”, afirma Silva.

    O egresso do PPGRGV e professor colaborador da Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) Newton Clóvis Freitas da Costa, por sua vez, foi contemplado na classe professor ou pesquisador da categoria Roberto Miguel Klein pelo artigo Spatiotemporal variation in mating system and genetic diversity of Araucaria angustifolia: implications for conservation and seed collection, publicado neste ano na revista Forest Ecology and Management.

    O trabalho é resultado de estudos feitos em seu doutorado, realizado na UFSC. O pesquisador analisou o sistema reprodutivo da Araucaria angustifolia, o Pinheiro Brasileiro. “Meu objetivo era identificar os indivíduos machos que cruzavam com as plantas fêmeas. Isso caracteriza o sistema reprodutivo e a diversidade genética da espécie. Tudo isso avaliando ao longo dos anos. Conseguimos identificar algumas variações no espaço e no tempo. Ou seja, o sistema de cruzamento varia. Isso é importante para elaborar planos de conservação. Por exemplo, quantos indivíduos são necessários para manter em uma região para que a espécie se mantenha?”

    Também foram premiados Anaísa Catucci da Silva, da NSC Comunicação, na classe jornalista da categoria Roberto Miguel Klein, e a professora da Universidade da Região de Joinville (Univille) Denise Monique Dubet da Silva Mouga, na categoria Raulino Reitz.

    Mais informações no site da Fapesc.

    Fonte: Site UFSC

     


  • Inscrições para seleção da pós-graduação em Recursos Genéticos Vegetais

    Publicado em 19/10/2021 às 14:33

    Estão abertas até 26 de novembro as inscrições do processo seletivo, Mestrado e Doutorado, para ingresso no primeiro semestre de 2022 no Programa de Pós-Graduação em Recursos Genéticos Vegetais (PPGRGV/UFSC).

    Mais informações, acesse o link


  • Processo seletivo de professor substituto no Depto de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CAL)

    Publicado em 27/09/2021 às 16:32

    O Departamento de Ciência e Tecnologia de Alimentos (CAL), por meio da Coordenadoria de Admissões, Concursos Públicos e Contratação, divulga o concurso para professor substituto.

    Campo de conhecimento: Ciência e Tecnologia de Alimentos/ Ciência de Alimentos/ Microbiologia de Alimentos.
    Processo: 23080.039184/2021-93
    Nº de vagas: 01 (uma).
    Regime de Trabalho: 20 (vinte) horas semanais
    Requisitos: Doutorado em Ciência de Alimentos ou Ciência e Tecnologia de Alimentos ou Tecnologia de Alimentos ou Microbiologia de Alimentos ou Engenharia de Alimentos ou Engenharia de Bioprocessos e Biotecnologia ou Microbiologia Industrial e de Alimentos ou Biotecnologia ou Ciências.
    Tema para Prova Didática: Fisiologia, multiplicação e inibição de bactérias patogênicas e deteriorantes de importância em alimentos e métodos analíticos tradicionais e alternativos de análise microbiológica de alimentos.

    Maiores informações, consultar o  Edital nº 79/2021/DDP


  • Professores da UFSC colaboram na produção de livro sobre variedades de uvas viníferas no estado

    Publicado em 24/09/2021 às 16:14

    Uma parceria entre a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), a Fundação Edmund Mach de Trento na Itália, a Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina (Epagri) e produtores catarinenses possibilitou a realização de testes com 36 variedades de uvas viníferas em quatro locais de diferentes regiões de altitude do estado. A pesquisa, que avaliou o potencial da produção de vinho de qualidade de cada variedade, resultou no livro Potencial de variedades de uvas viníferas nas regiões de altitude de Santa Catarina, disponível para download gratuito.

    Os resultados apresentados caracterizam-se como um marco histórico na avaliação da aptidão do estado de Santa Catarina para a produção de vinhos finos. Dentre os pesquisadores responsáveis pela coleta de informações e conhecimentos científicos, os engenheiros-agrônomos e professores da UFSC Alberto Fontanella Brighenti e Aparecido Lima da Silva se destacam entre os organizadores da obra. O trabalho levou 15 anos para ser concluído e possibilitou o reconhecimento internacional do estado como produtor de vinhos finos de qualidade.

    Além disso, a parceria entre instituições e produtores proporcionou novos conhecimentos no sistema de produção a campo, investimentos em modernização da infraestrutura de vinificação e formação de competência humana pela qualificação de professores, pesquisadores e estudantes. O livro descreve as 36 variedades de uvas testadas, os aspectos socioeconômicos, incluindo solo, clima e fisiologia da produção de uva a campo e a avaliação enológica das diferentes variedades nas regiões de altitude de Santa Catarina.

    Fonte: Site UFSC

     


  • Nota de Pesar: José Ferreira de Macedo

    Publicado em 01/09/2021 às 10:21

     O CCA presta homenagem a José Ferreira de Macedo, importante nome do  agronegócio catarinense. Agrônomo formado pela Universidade Federal de Pelotas, foi o fundador da empresa Macedo Koerich, importante indústria da avicultura catarinense. Possui ainda mestrado e doutorado em Eng. de Produção pela UFSC. Em 1979, foi professor colaborador do CCA, ministrando a disciplina de avicultura para o curso de agronomia. Por conta de sua trajetória no agronegócio, foi homenageado como patrono da turma 2004.2 do curso de agronomia da UFSC.  O Sr. José Macedo faleceu em decorrência de complicações da doença de Parkinson aos 76 anos no dia 30/08/2021.

    Nas palavras do Sr. Luiz Galvão, servidor aposentado do CCA; “José Ferreira de Macedo foi Professor do CCA,contratado em 1977.Pessoa inteligente e muito boa.Nas palavras de José Alberto  Noldin , aluno da primeira turma de Agronomia: “Foi professor de avicultura da nossa turma e tivemos a oportunidade de visitar a empresa dele Frangos Macedo, nas margens da BR 101, em São José!Que Tenha o descanso Eterno!”